Rogéria Gonçalves

Sou formada em Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, Mestre em Pesquisa Educacional pela Universidade de Manchester, na Inglaterra e Especialista em Psicomotricidade pela IEPSE, de Brasília. Atualmente, sou estudante de Filosofia na Universidade de Brasília – UnB.  

Trabalhei como professora substituta de Educação Física Especial na Faculdade de Educação Física da Universidade do Ceará (UFC) e de Educação Especial na Faculdade de Educação da UnB e na ESPAM. Também trabalhei no Hospital das Pioneiras Sociais Sarah Kubitschek , em Brasília.

SOBRE A AUTORA

Amo ser professora de Educação Física! Já dei aulas no Rio, em Fortaleza, Inglaterra, São Paulo e, desde 2007, sou professora da Secretaria de Educação do Governo do Distrito Federal. Já atendi bebês, crianças, adolescentes, jovens e adultos. Desde 2016 trabalho no Programa de Educação Precoce.

Eu sou nascida e criada no Rio de Janeiro e não me lembro do tempo que não sabia ler ou escrever, parece que sempre estive em contato com a leitura. A minha avó materna me mostrou o encantamento pelo texto escrito ao pedir para eu ler e responder as cartas que chegavam dos parentes distantes. Ela ditava cada palavra que queria que eu escrevesse e, ao final, pedia para eu ler o que havia escrito. Ela foi uma grande educadora, mesmo sem saber ler direito. Palavras faladas se transformando em frases, frases transformadas em ideias e ideias transformadas em uma prosa gostosa e concreta entre pessoas distantes. Uma conversa inteira escrita em um papel! Sem dúvida foi por causa da minha avó que me apaixonei pelas palavras escritas. Comecei a estudar com três anos de idade e, de lá para cá, só mudei de instituição de ensino. Na realidade, a primeira “escolinha” era a casa de uma professora que dava aula de reforço para crianças antes delas irem para a escola de verdade. Eu aprendi a ler e a escrever antes dos cinco anos. Meu pais Abel Pereira Gonçalves e Eunina Eulino Gonçalves não tiveram oportunidade de estudo, mas souberam dar a mim e aos meus cinco irmãos tudo que estava ao alcance deles para que estudássemos. O que mais falar? Amo o que faço e sou grata por cada experiência de vida.

Lançamento: 2021

%d blogueiros gostam disto: